Internações por Hipertensão Essencial no Estado do Espírito Santo

uma análise dos custos 2014–2018

Autores

  • Paulo Vítor Schultz Prefeitura Municipal de Laranja da Terra, Secretaria de Saúde. Laranja da Terra, ES
  • Genival Araujo dos Santos Júnior Prefeitura Municipal de Laranja da Terra, Secretaria de Saúde. Laranja da Terra, ES https://orcid.org/0000-0002-5618-1846

Palavras-chave:

Hipertensão essencial, Hospitalização, Atenção primária à saúde, Saúda da família

Resumo

Introdução: A hipertensão essencial (HE) é uma condição clínica multifatorial que se configura como um desafio para o cuidado em saúde de pessoas, famílias e comunidade. Considerada uma condição sensível à atenção primária (APS), a HE é um importante fator de risco cardiovascular e pode estar relacionada a internações hospitalares e gastos financeiros. Assim, o objetivo deste estudo foi de analisar os custos das internações por HE ocorridas no Estado do Espírito Santo entre os anos de 2014 e 2018.

Métodos: Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo de natureza quantitativa que utilizou dados secundários coletados de forma indireta. A fonte de dados sobre as internações foi o Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS), disponibilizado no sítio eletrônico do Departamento de Informática do SUS. Os dados de hospitalizações por HE no período de 2014 a 2018 foram tabulados em planilha Excel e sintetizados por estatística descritiva.

Resultados: Foram registradas 6.562 internações por HE na rede de atenção à saúde do Espírito Santo. Ao longo dos anos foram registradas: 1.824 (27,79%) intervenções em 2014, 1.472 (22,43%) em 2015, 1.211 (18,45%) em 2016, 1.169 (17,81%) em 2017, e 886 (13,50%). O custo total de R$ 1.638.107,68. Por fim, no período estudado foi identificada diminuição de 48,57% e 49,84% no número e custo das internações hospitalares, respectivamente.

Conclusão: Conclui-se que as internações por HE representaram custos para SUS, que decaíram ao longo dos anos. Esta situação pode ser explicada, dentre outros fatores, pelos avanços da APS no período estudado.

Publicado

2020-12-15